sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Os rastros de Deus



Uma história muita antiga fala a respeito de um velho cristão analfabeto, que era um homem de muita oração. A notícia do tipo de vida de oração que esse homem tinha se espalhou por toda a região onde morava.Certa vez um rico o procurou e entrou em sua humilde cabana e lhe perguntou:- Como sabes que Deus existe, se você nem ao menos sabe ler?O velho cristão respondeu:- Pelos Seus rastros. Deus deixa rastros por onde passa.- Como assim? – Indagou aquele rico, admirado.Humilde, ele explicou:- Quando o senhor ouve passos de animais ao redor da tenda, como sabe, depois, se foi um carneiro, um cavalo, um boi ou um animal selvagem que esteve ali?- Pelos rastros que eles deixam – disse homem rico.- Exatamente.E o velho crente o convidou para fora da barraca e mostrando-lhe o céu, onde a lua brilhava, cercada por multidões de estrelas, exclamou, respeitoso:- Senhor, aqueles sinais luminosos lá em cima são os rastros de Deus. E não são os únicos! Olhe ao redor! Deus deixou Seus rastros por todos os lados! Por isso eu sei que Ele existe!

“Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.” (Sl 19. 1)


Texto escrito por André Sanchez

Nenhum comentário:

Postar um comentário