segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

É PRECISO ESFORÇO!

É preciso esforço

  Certo dia, um homem caminhava por uma estrada deserta e começou a sentir fome.
Não estava prevenido, pois não sabia que a distância que ia percorrer era longa.

Começou a prestar atenção na vegetação ao longo do caminho, na tentativa de encontrar alguma coisa para acalmar o estômago.

De repente notou que havia frutos maduros e suculentos em uma árvore. Aproximou-se mas logo desanimou, pois a árvore era muito alta e os frutos inacessíveis.

Continuou andando e foi vencido pela fome e o cansaço.Sentou-se na beira do caminho e ficou ali lamentando a sorte.

Não demorou muito e ele avistou outro viajante que vinha pelo mesmo caminho.
Quando o viajante se aproximou o homem notou que ele estava comendo os frutos saborosos que não pudera alcançar e lhe perguntou:

- Amigo, belo fruto você encontrou.

- É, respondeu o viajante. Eu o encontrei no caminho, a natureza é pródiga em frutos suculentos.

- Mas você tem a pele machucada, observou o homem.

- Ah, mas isso não é nada! São apenas alguns arranhões que ficaram pelo esforço que fiz ao subir na árvore para colher os frutos.

E o homem, agora com mais fome ainda, ficou sentado resmungando, de estômago vazio, enquanto o outro viajante seguiu em frente.

Algumas vezes, fatos como esse também ocorrem conosco.


Ficamos sentados lamentando o sofrimento mas não abrimos mão da acomodação para sair em busca da solução.

Esquecemos que é preciso fazer esforços, lutar, persistir.

É muito comum ouvir pessoas gritando por um "lugar ao sol", mas as que verdadeiramente querem um lugar ao sol, trazem algumas queimaduras, fruto da luta pelo ideal que almejam.

Outras, mais acomodadas, dizem que Deus alimenta
até mesmo os pássaros. Por que não haveria de providenciar o de que necessitam?

Essas estão certas, em parte, pois se é verdade que Deus dá alimento aos pássaros, também é certo que ele não o joga dentro do ninho.

O trabalho de busca pelo alimento é por conta de cada pássaro, e muitas vezes isso não é fácil.
Há situações em que eles se arriscam e até saem com alguns arranhões.

Por essa razão, lembre-se sempre de que Deus a todos ampara, mas a caminhada, os passos, a busca, é por conta de cada um.

Por vezes a escalada é árdua, exaustiva, solitária. Mas é preciso fazer esforços para alcançar o fruto desejado, principalmente em se tratando dos frutos que saciam a sede da alma.

Jesus ensinou: batei, e a porta se abrirá. Mas os passos até chegar à porta e o esforço por bater, são necessários. 


"Buscai e achareis". (MATEUS 7.7b)


Outra recomendação na qual está contida a ação necessária. Buscar é movimento, é esforço, é ação.
Seria diferente se Jesus tivesse dito: espere passivamente que a porta se abrirá, ou, fique aí parado que o que deseja chegará até você.

No entanto, é preciso saber o que se busca e por qual porta desejamos entrar.

Ainda aí nossa escolha é totalmente livre. Nossa vontade é que nos conduzirá aonde queremos chegar.

Sendo assim, façamos a nossa escolha e optemos por chegar lá, e chegar bem. 


TENHA UM LINDO DIA!!!

A HISTÓRIA DO PATO


Havia um pequeno menino que visita seus avós em sua fazenda.
Foi lhe dado um estilingue para brincar no mato.
Ele praticou na floresta, mas nunca conseguiu acertar o alvo.
Ficando um pouco desanimado, ele voltou para o jantar.
Como ele estava andando para trás, viu o pato de estimação da vovó...
Em um impulso, ele acertou o pato na cabeça e matou-o. Ele ficou chocado e triste!
Em pânico, ele escondeu o pato morto na pilha de madeira!
Sally (sua irmã) tinha visto tudo, mas ela não disse nada.
Após o almoço no dia seguinte, a avó disse: "Sally, vamos lavar a louça"
Mas Sally disse: " Vovó, Johnny me disse que queria ajudar na cozinha "
Em seguida, ela sussurrou-lhe: "Lembra-te do pato? '
Assim, Johnny lavou os pratos.
Mais tarde naquele dia, vovô perguntou se as crianças queriam ir pescar e vovó disse: "Me desculpe, mas eu preciso de Sally para ajudar a fazer o jantar."
Sally apenas sorriu e disse, "está tudo certo, porque Johnny me disse que queria ajudar"
Ela sussurrou novamente, "Lembra-te do pato?"
Então Sally foi pescar e Johnny ficou para ajudar.

Após vários dias de Johnny fazendo o trabalho de Sally, ele finalmente não aguentava mais.
Ele veio com a avó e confessou que tinha matado o pato.
A avó ajoelhou, deu-lhe um abraço e disse:
"Querido, eu sei... eu estava na janela e vi a coisa toda, mas porque eu te amo, eu te perdoei. Eu só estava me perguntando quanto tempo você iria deixar Sally fazer de você um escravo."

Pensamento do dia e todos os dias depois:

Qualquer que seja o seu passado, o que você tem feito... O diabo fica jogando-o no seu rosto (mentir, enganar, a dívida, medo, maus hábitos, ódio, raiva, amargura, etc ).... seja o que for... Você precisa saber que:

Deus estava de pé na janela e viu a coisa toda.

Ele viu toda a sua vida ... Ele quer que você saiba que Ele te ama e que você está perdoado. Ele está apenas querendo saber quanto tempo você vai deixar o diabo fazer um escravo de você.
A grande coisa acerca de Deus é que quando você pedir perdão, Ele não só perdoa, mas Ele se esquece.
É pela graça e misericórdia de Deus que somos salvos.
Vá em frente e faça a diferença na vida de alguém hoje.
Compartilhe esta mensagem com um amigo e lembre-se sempre:
Deus está na janela!

UM POUCO SOBRE O NATAL DE JESUS

UM POUCO SOBRE O NATAL DE JESUS

"Tendo nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém, dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a Sua estrela no oriente, e viemos adorá-Lo" (Mt. 2:1e2). Queremos desenvolver este assunto sob algumas perguntas:  
1. Jesus nasceu por acaso, ou havia um plano pré-estabelecido? Temos que entender que o nosso Deus não é improvisador; Ele é o Deus verdadeiro, Criador do céu e da terra; portanto jamais improvisou coisa alguma; com Ele tudo é planejado. Quando criou o homem, já sabia que este iria se rebelar contra Ele. Desde o começo da raça humana conforme Gêneses 3, o Seu plano foi manifestado ao homem. Através dos anos, ou mesmo dos séculos, falou de varias formas através de profetas, pelos anjos e sonhos, que aquele que nasceria de uma virgem, seria o Messias de Deus (Ungido). E Ele nasceu. 
2. Por que o Seu nascimento foi anunciado aos humildes pastores e não aos palacianos? O rei de então, não era de sangue real hebraico, e sim um usurpador descendente de Esaúl, irmão de Jacó.
Deus jamais se revelou a estranhos, e sim aos Seus escolhidos. Os palacianos não estavam preparados para receber o Messias, pois o orgulho era a nota dominante; e Jesus viera para ensinar a todos que sem humildade ninguém pode agrada a Deus; tanto assim que, nem lugar para Seu nascimento havia; foi necessário que o Rei do universo nascesse num curral de vacas, onde havia uma manjedoura; que lhe serviu de berço. A pergunta é: Por que tamanha humilhação? É para nos ensinar que temos que nos humilhar para chegarmos a Deus; aliás, o próprio Messias durante o Seu ministério, nos ensinaria que os que se humilhassem seriam exaltados; e os que  se exaltassem seriam humilhados.   
3. Por que Deus usou anjos para anunciar esta tão grande verdade, e Pedro o apóstolo, diz em sua epistola que os anjos gostariam de anunciar este mesmo evangelho e que não lhes é permitindo? São mistérios de Deus, mas, possivelmente para mostrar que o evangelho vem diretamente de Deus; e que para nós seres humanos, nos é dado o privilégio de divulgar esta verdade.

4. Uma vez que tudo veio pela direção de Deus, por que Ele permitiu que Herodes matasse as crianças inocentes? Todos nós vivemos os problemas que a própria situação apresenta. Hoje a história, de certa maneira, se repete, quando crianças e gente grande sofrem perseguição e morte. Se olharmos para os tempos idos, veremos que em todas as épocas, quando se pretendeu estabelecer a verdade, houve inimigos gratuitos, inimigos invisíveis. Desde que a raça humana desobedeceu, houve e haverá quem queira desestabilizar a ordem das coisas; por isso, o apóstolo Paulo, escreve dizendo que, não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas contra as hostes espirituais da maldade. Todos nós temos que entender que, a queda do homem foi feita pelo Diabo; e o Messias veio para desfazer as obra dele e estabelecer uma nova ordem entre a humanidade; pois sem entender esta verdade, o ser humano não irá entender o motivo verdadeiro da vinda do Senhor Jesus Cristo. 
5. Por que Deus não impediu, ou não destruiu esse inimigo chamado Herodes? Pela mesma razão que hoje Deus não destrói os inimigos do Seu evangelho. Tudo tem o seu dia, e também o de Herodes.

6. Diante de tantas perguntas, e de muitas outras que poderíamos formular, temos a agradecer que o plano da salvação não foi prejudicado: Não foi e nem o será. O importante de tudo isto é saber que a pregação do evangelho do Senhor Jesus chegou também a nós; e isto é prova suficientemente clara que Deus não nos abandonou. É pena que o comercio esteja explorando muito mais este assunto do que a própria igreja de Deus, esquecendo que a tarefa da divulgação do amor de Deus não tenha recebido do homem tão melhor consideração. O homem vive como se Deus não existisse. Os jornais divulgaram a triste notícia de que a Europa de modo geral resolveu deixar de lado a pessoa de Deus, dizendo que pode viver sem Ele; e que a própria pessoa do Messias não lhe é interessante. E o que está acontecendo hoje com a velha Europa? Crise e mais crise financeira. Não há dinheiro! Como sair desta situação? A resposta é a mesma: Reconhecer e voltar para Deus e fazer o que Jesus recomendou em Mateus 6:33 "Buscai primeiro o reino de Deus e a Sua justiça, e todas as demais coisa vos serão dadas".                                                                                                                                                                           PR. TIMOFEI DIACOV
Fonte:
www.timofei.blogspot.com 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Simplesmente Natal!


Simplesmente Natal

Esta chegando mais um Natal. As lojas, as casas, as ruas começam a mudar suas cores. Um ar impregnado de sentimentos mais suaves e alegres começa a ser sentido, ainda por uma minoria, mas ao passar dos dias alcançara uma grande maioria.
O Natal é uma festa distinta, pois ela gira em torno da pessoa de Jesus, não ainda o Jesus dos grandes ensinos e extraordinários milagres, nem ainda o Jesus que numa manifestação indescritível de amor deixa-se pregar numa terrível cruz. O Natal nos traz o Jesus bebê, envolto em panos, aconchegado nos braços de Maria - em toda fragilidade e dependência - por isso totalmente humano.
O Natal é o princípio de tudo, pois sem este nascimento, não haveria ensinos, milagres e nem o calvário. Sem o Natal não haveria esperança para a raça humana que alienada de Deus perambula por este mundo, tateando, procurando soluções para suas mazelas.
A alegria do Natal está no fato de que o Deus Eterno deixa toda a sua glória e assume a plenitude de nossa humanidade, para que nós pudéssemos através dele usufruirmos da plenitude da vida eterna.
A alegria do Natal está no fato de que através de Jesus somos reconciliados com Deus e podemos livremente desfrutar de Sua comunhão paternal, podemos chamá-Lo de Pai nosso.
A alegria do Natal está no fato de que a paz com Deus nos permite alcançarmos a paz conosco mesmo e a paz com o nosso semelhante. Irmanados em Jesus podemos chamar uns aos outros de irmãos e apesar de todas as limitações e diferenças que existem, em Jesus podemos contemplar o ser humano de cada um.
O Natal é, por isso, a mais extraordinária festa, à qual todas as pessoas são convidadas a participarem e experimentarem dos benefícios presentes e eternos que Jesus lhes oferece amorosa e gratuitamente.
Que este Natal seja para mim e para você 
SIMPLESMENTE NATAL!

Fonte: http://reflexaobiblica.spaceblog.com.br